Feng Shui: A arte de equilibrar as energias

O Feng Shui é uma tradição nascida há mais de 3000 anos, seu desenvolvimento é baseado no Taoismo, uma das principais filosofias chinesas. O Feng Shui teve sua origem nos antigos mestres taoistas que estudavam a natureza e compreenderam como a energia em volta deles se comportava, e de que maneira poderia afetar os espaços. Constataram que o ambiente era influenciado por duas forças: vento e água. Esta filosofia tinha como base a contemplação da natureza e dos seus ciclos naturais, a busca da integração do homem com esses aspectos, propiciando a harmonia energética do homem no espaço de maneira equilibrada e natural.


Os antigos chineses teriam descoberto que os espaços, terrenos ou edificações seriam dotadas de vibrações, influenciadas pela presença do Ch'i (energia vital). Para o taoismo tudo é composto pelos oposto complementares Yin-Yang, o equilíbrio dessas forcas opostas leva ao ""caminho da perfeição"" que se estende muito alem da arquitetura, um caminho de desenvolvimento pessoal ou autoconhecimento que começa de dentro para fora. Parte essencial deste processo seria equilibrar o ambiente onde desejamos nos desenvolver, para que aja harmonia e forca suficiente para operar todas as mudanças necessárias para atingir o objetivo de realização, saudê, paz, prosperidade e harmonia.


O Qi é disperso pelo vento (feng) e acolhido pela água (shui).





Existem certos tipos de vibrações presentes no ambiente e em seu entorno que poderiam agir de modo benéfico para o corpo e a mente, enquanto que outros tipos de energias tenderiam a ser prejudiciais, o alinhamento de tais energias é parte fundamental desta tradição milenar.